Posts com Tag ‘Monstros vs. Alienígenas’

rapaduracast137_3D

Está no ar mais um RapaduraCast, programa semanal do Cinema com Rapadura. Novamente, fui convidado para o programa e tive um papo divertidíssimo com Jurandir Filho, comandante rapaduriano, e Mauricio Saldanha, do Cabine Celular. Essa edição foi bastante diferente da anterior, sobre os filmes de verão e além da discussão sobre o Cinema 3D como linguagem, boas risadas surgiram no meio disso tudo. É sempre muito divertido participar desse podcast.

Visitem e prestigiem. Obrigado pelo convite e até o próximo! Clique aqui!

Aproveitando, já que o assunto é Cinema 3D e, claro, seus óculos, aí uma foto dentro da sala privada da Walt Disney Pictures, em Burbank. =D

DSCF0182

ps.: Esse post de ver o “último” dessa fase da história do SOS Hollywood. Ainda essa semana, TUDO NOVO! =D

Anúncios

mva004

Nova animação da DreamWorks promete muita ação, mas nem mesmo uma técnica 3D impecável salva o roteiro de ser fraco e focado num drama existencial feminino.

Alienígenas invadem a Terra. Nossas armas são inúteis. E a única saída é convocar os Monstros, armazenados na Área 51, para nos defender. Junte tudo e se prepare para uma grande comédia de ficção científica, com formidável elenco de vozes, incluindo Hugh Laurie, Seth Rogen e Kiefer Sutherland. Some à fórmula uma das melhores execuções de criação em 3D, que beira o brilhantismo. Porém, nada disso ganha força necessária perante um roteiro que sofreu inúmeras mudanças ao longo de seu desenvolvimento no qual Monstros e Alienígenas são apenas acessórios para um conto sobre autodescoberta e amadurecimento pessoal.

(mais…)

(blogando diretamente do Four Seasons Hotel, em LA)

Hoje aconteceram as entrevistas de Monstros vs. Alienígenas. Por alguma questão de data, em vez de mesas de entrevistas, rolaram várias coletivas de imprensa com os atores e uma mescla entre jornalistas locais e internacionais. Em pares, o pessoal falou por volta de 30 min sobre o filme e tudo mais, porém, como de costume, a assessoria pedia para “não fazer perguntas pessoais”. Isso sempre me lembra da entrevista com David Duchovny, quando não podíamos fazer nem perguntas pessoais e nem sobre o filme. Então, sobre o que falar? Churrasco, claro! =D

Bem, os gringos reclamaram muito, pois algumas pessoas “descumpriram” a regra com Seth Rogen e Reese Whiterspoon, a primeira dupla do meu grupo. ENTRETANTO, os mesmos caras que reclamaram, foram os que dispararam para a mesa pedindo para tirar fotos, autógrafos em action figures, DVDs, pôsteres e outros colecionáveis e, adivinhem, fazer perguntas pessoas e tentar uma “exclusiva”.

Foi engraçado ver isso acontecer, pois eles sempre reclamam dos jornalistas “importados”, afinal, quando estamos presentes, eles tem menos chance de perguntar sobre algum político que nunca ouvimos falar, ou fazer alguma piada interna sobre uma cidadezinha em que nunca pisaremos (nesse caso, Fresno e Modesto, que ficam na área de São Francisco).

Entrevistas foram bacanas, mesmo com o surto de tietagem, pois é sempre bom ver como os atores ficam mais à vontade quando os jornalistas “domésticos” estão por perto. Curioso analisar essas diferenças, afinal, por melhor que seja o nosso inglês – tirando a Giovanna, claaaaro! – eles se sentem mais em casa.

Seth Rogen é engraçadão, Kiefer lembrou de mim (ai que chiqueeee!) e Reese Whiterspoon continua nanica e Hugh Laurie, o segundo melhor do elenco, depois do Seth, não participou. Peninha. Adoraria conhecer o House. hehe.

Bom, é isso. Hora de voltar ao trabalho. The Unborn, incluindo entrevista com Odette Yuztman, e minha megabogaexclusiva com Zachary Quinto na pauta do dia. Ôe!

Em partida emocionante, vídeos precisaram se esforçar para chamar a atenção. O material 3D deu com os burros n’água.

Todo mundo que estava conectado pode ver os vídeos dos comerciais do SuperBowl ontem pela manhã, aqui nos Estados Unidos, porém, algumas surpresinhas estavam na manga da programação como versões mais curtas das peças e, claro, alguns itens não divulgados com antecedência. O maior destaque fica por conta de algo negativo: os vídeos em 3D de Monstros vs. Alienígenas e Chuck não funcionaram muito bem pelos televisores e isso pode ser um tiro pela culatra no episódio tridimensional de Chuck, que vai ao ar na noite de hoje. Sempre sou favorável à inovação tecnológica, mas, em muitas vezes, falar demais e entregar de menos frusta demais. Vou ficar atento ao IBOPE de Chuck e ver se isso influenciou, ou não.

Vamos aos melhores momentos:

– Vários supermercados entraram na onda de distribuir óculos 3D para o SuperBowl. O objetivo era assistir a um bloco especial de comerciais no intervalo do jogo, antes do showzaço de Bruce Springsteen. Esse bloco continha três itens: promo de Monstros VS. Alienígenas (que parece ser muito engraçado!), prévia do episódio de Chuck (que vai ao ar hoje de noite) e uma propaganda de uma daquelas águas vitaminadas, caras e bastante inúteis para a vida de gente normal. Testamos dois sistemas aqui: os óculos 3D que os mercados distribuíram, ou seja, o oficial da transmissão e também um Real3D, utilizado nos cinemas 3D aqui em LA. O resultado foi bem ruim em termos de inovação, pois MvA praticamente não garantiu o efeito de profundidade do 3D. A propaganda de água foi um fiasco, pois, acima de tudo, foi desinteressante e também incapaz de fazer o sistema funcionar. Chuck foi o melhor dos três, com alguns momentos de 3D, bastante bom humor, e a sensação de que o episódio pode funcionar, mas ajustes serão necessários. Minha TV é full HD, logo, isso não deveria ser um problema, mas foi e acho que tem muita gente mordendo o cotovelo de raiva depois disso.

Heroes precisa de recuperar e a NBC, que já gastou uma fortuna no lançamento da última temporada do programa, entrou com os dois pés no peito em termos de SuperBowl (ok, a transmissão é deles então “sai de graça”, mas não diminui o tamanho do investimento). Diversos spots foram exibidos e o melhor deles foi um temático sobre futebol americano: o elenco masculino disputou uma partida com estrelas da NFL e, claro, usou seus superpoderes para vencer os medalhões, mas nem isso foi suficiente para garantir uma vitória tranqüila. Afinal, Nathan pode voar, mas o zagueiro pode puxá-lo pelo pé e parar a jogada! Foi hilário, além de contar com um pequeno spoiler do episódio de hoje, com um novo personagem chegando. Claro que Hiro arrebenta a parada e faz um Touchdown! Ah sim, outro grande momento mostrou o elenco cantando ao lado do pessoal de Chuck e Medium, duas outras séries da NBC que estréiam hoje.

– A melhor briga aconteceu entre Pepsi e Coca-Cola, já que a Budweiser entrou sozinha como cerveja. A melhor jogada da Pespsi foi envolver o Saturday Night Live na parada. Já ouviram falar no MacGruber? É uma sátira do MacGyver e sempre mostra o débil mental tentando desarmar uma bomba poucos segundos antes dela explodir. Atenção para o “tentando!”. O anuncio teve um charme adicional, além do fato do MacGruber mudar o nome “oficialmente” para Pepsuber, por causa do patrocínio, foi a participação de Richard Dean Anderson, o MacGyver de verdade. Foi um barato!

O melhor contra-ataque da Coca-Cola foi um comercial lindíssimo mostrando insetos fazendo uma verdadeira operação de guerra para roubar uma garrafa de Coca! Veja!

– Os vídeos dos filmes, que todo mundo tem divulgado nos blogs e que vazaram ontem cedo, perderam um pouco da graça, justamente por ter visto pelo computador horas antes do jogo. Gostei do Year One, Up, Star Trek. Fiquei com medo de Land of the Lost. Mesmo com os Slystaks, não gostei. Medo, muito medo.

– Uma coisa que pouca gente falou, mas dá para ver mesmo assim, foi o comercial da PETA vetado pela NBC. Em mais um surto dos vegetarianos extremistas, a PETA tentou emplacar um anúncio dizendo que “vegetarianos transam melhor” bem no meio do maior evento do mundo em termos de consumidores de churrasco. A NBC vetou dizendo que a seminudez envolvida e o assunto não teriam relevância dentro do conceito do SuperBowl e se recusou a vender o espaço. Sei, sei…
Aí está o vídeo!