Posts com Tag ‘Heroes’

Zachary_03_002_v01

Agora que Sylar encontrou seu caminho, não há mais volta para ele.
– Zachary Quinto

Disparado um dos melhores atores do elenco de Heroes, Zachary Quinto recebeu o SOS Hollywood para uma entrevista exclusiva para falar sobre Spock, Sylar, amizade com Leonard Nimoy e contar um pouco mais sobre o homem por trás de dois dos personagens mais comentados nesse ano. Afinal, Sylar é vilão ou herói? E como o novo Spock encara seu papel em Star Trek?
(mais…)

Anúncios

Zachary_03_002_v01

Agora que Sylar encontrou seu caminho, não há mais volta para ele.
– Zachary Quinto

Disparado um dos melhores atores do elenco de Heroes, Zachary Quinto recebeu o SOS Hollywood para uma entrevista exclusiva para falar sobre Spock, Sylar, amizade com Leonard Nimoy e contar um pouco mais sobre o homem por trás de dois dos personagens mais comentados nesse ano. Afinal, Sylar é vilão ou herói? E como o novo Spock encara seu papel em Star Trek?
(mais…)

Várias coisas impressionantes acontecendo nas séries nessa semana. Depois resenho alguns episódios, mas aí vão as impressões curtas:

Heroes
Nem está tão ruim e precisaram resgatar uma personagem dos “quadrinhos online” para dar alguma graça. Rebel é aquela israelense que consegue acessar a internet com a mente. Poderzão, né? [ATUALIZAÇÃO: errei, não era ela, mas é spoiler, então não vou contar.=D] Agora, deveria mudar o nome de Heroes para Claire, ou Cheerleader. Ela virou o foco da parada, pois não importa o quão emergencial sejam as ações de Matt, Peter ou Papai Bennet, ela é sempre o foco.

24 Horas
Jack Baur tem o “Toque de Merdas”. Encostou, morreu ou tomou. É impressionante, o cara é todo do Bem, quase se mata para salvar o país e está rodeado por um número infinito de babacas, assassinos e gente disposta a transformá-lo no cruzamento de Átila com Hitler. Kiefer vai bem, entrevistei ontem, de novo. Chato de tudo isso é que a entrevista foi gravada pela agência EFE, que publicou em vários sites brasileiros, que assinam a agência, traduziram e tomei um furo. Ui! =D

Battlestar Galactica
Final de série simplesmente inesquecível. Tinha tudo que precisava: ação, gente morrendo, tensão extrema, Adama pirando (me lembrou o Theóden em O Retorno do Rei, mas na Versão Resumida do JovemNerd.. com aquele sentimento de “vamos todos morrer, nosso dia chegou!!!”) e uma revelação que fez uma de minhas afirmações anteriores estar errada. Há um ano mais ou menos, quando Baltar iniciou sua jornada religiosa, publiquei texto na Sci-Fi dizendo que ele era “Jesus Cristo”. Fui pudico em meu pensamento. O buraco é muuuuuito mais embaixo. Linha de pensamento certa, só errei no título. Assistam e tirem suas próprias conclusões.

Supernatural
Sam mostrou fraco e comprovou minha teoria maluca de que não estava apenas “treinando e se divertindo” com a Ruby. Aí você pensa, o que vale mais “um herói meio quebrado e perturbado como o Dean pós-Hell, ou um herói 2.0 com sangue demoníaco, que teoricamente age contra os desejos de Deus”? Dentro da mitologia de Supernatural, acho que nenhum dos dois, afinal, o melhor seria mudar para a Lua, pois com toda a desgraça que está a caminho, sai debaixo. Acho que nem Gandalf salvaria. Capítulo muuuito bom, explorando a experiência de Dean no inferno e, acima de tudo, jogando um saco gigante de merda no ventilador dos Anjos. É o “Toque de Merdas Celestial”. E se o Dean já estava perturbado, agora foi pro saco. Ele descobre que algo frutístico no Inferno, frustrou papai Winchester e ferrou com o papai do céu. Alguém manda o Jack Bauer pra ajudar, por favor!?

Lie to Me
Comecei a assistir nessa semana. Parece bom, gosto do Tim Roth e ele impressiona em cena.

heroes-1453

Nova ofensiva contra sites ilegais de legendas e downloads reacende discussão na internet brasileira, mas não promove solução para a situação.

Em nova investida da Associação Antipirataria Cinema e Música (APCM), diversos sites brasileiros que forneciam legendas gratuitamente foram retirados do ar recentemente. Em represália, o site da instituição foi invadido por hackers. Dias depois, os sites alvo da ação retornaram à atividade plena em novos servidores (“juridicamente seguros”, de acordo com os proprietários) e assim terminava mais um round de combate à pirataria digital no Brasil. Resultados práticos: movimentação pesada na blogoesfera em defesa aos sites ilegais, enquanto as entidades de proteção à propriedade intelectual mostram que continuam lutando contra a disponibilização de vídeos e legendas de forma não-oficial. E só.

SOS Hollywood entrevistou os envolvidos na polêmica e traz reportagem exclusiva sobre o combate à pirataria, alguns números dessa guerra e os argumentos dos dois lados. Demorou mais de uma semana, mas finalmente todas as entrevistas aconteceram e aí vai a matéria.

(mais…)

A noite de ontem marcou mais um combate entre Jack Bauer e os heróis fora de rumo. Enquanto House dominou supremo (13.26 milhões de espectadores) – novidade! -, 24 Horas e Heroes brigaram acirradamente pela audiência.

Quem ganhou? Quem ganhou? Jack Bauer, claro! Com a marca de 11 milhões de espectadores, contra 7,5 milhões de Heroes, 24 Horas levou a melhor. O episódio de Heroes seguiu a linha do tudo mundo a cada segundo, ou seja, zona total. Jack Bauer botou para quebrar, fazendo seu arroz com feijão, e foi recompensado por isso.

Agora, quem não vai bem é Chuck (6,7 milhões) que perdeu para reprises de The Big Bang Theory e How I Met Your Mother. Mas ainda não é hora de desespero. AINDA NÃO.

E hoje tem Fringe, oh yeah! =D Melhor série de ficção da atualidade!

Em partida emocionante, vídeos precisaram se esforçar para chamar a atenção. O material 3D deu com os burros n’água.

Todo mundo que estava conectado pode ver os vídeos dos comerciais do SuperBowl ontem pela manhã, aqui nos Estados Unidos, porém, algumas surpresinhas estavam na manga da programação como versões mais curtas das peças e, claro, alguns itens não divulgados com antecedência. O maior destaque fica por conta de algo negativo: os vídeos em 3D de Monstros vs. Alienígenas e Chuck não funcionaram muito bem pelos televisores e isso pode ser um tiro pela culatra no episódio tridimensional de Chuck, que vai ao ar na noite de hoje. Sempre sou favorável à inovação tecnológica, mas, em muitas vezes, falar demais e entregar de menos frusta demais. Vou ficar atento ao IBOPE de Chuck e ver se isso influenciou, ou não.

Vamos aos melhores momentos:

– Vários supermercados entraram na onda de distribuir óculos 3D para o SuperBowl. O objetivo era assistir a um bloco especial de comerciais no intervalo do jogo, antes do showzaço de Bruce Springsteen. Esse bloco continha três itens: promo de Monstros VS. Alienígenas (que parece ser muito engraçado!), prévia do episódio de Chuck (que vai ao ar hoje de noite) e uma propaganda de uma daquelas águas vitaminadas, caras e bastante inúteis para a vida de gente normal. Testamos dois sistemas aqui: os óculos 3D que os mercados distribuíram, ou seja, o oficial da transmissão e também um Real3D, utilizado nos cinemas 3D aqui em LA. O resultado foi bem ruim em termos de inovação, pois MvA praticamente não garantiu o efeito de profundidade do 3D. A propaganda de água foi um fiasco, pois, acima de tudo, foi desinteressante e também incapaz de fazer o sistema funcionar. Chuck foi o melhor dos três, com alguns momentos de 3D, bastante bom humor, e a sensação de que o episódio pode funcionar, mas ajustes serão necessários. Minha TV é full HD, logo, isso não deveria ser um problema, mas foi e acho que tem muita gente mordendo o cotovelo de raiva depois disso.

Heroes precisa de recuperar e a NBC, que já gastou uma fortuna no lançamento da última temporada do programa, entrou com os dois pés no peito em termos de SuperBowl (ok, a transmissão é deles então “sai de graça”, mas não diminui o tamanho do investimento). Diversos spots foram exibidos e o melhor deles foi um temático sobre futebol americano: o elenco masculino disputou uma partida com estrelas da NFL e, claro, usou seus superpoderes para vencer os medalhões, mas nem isso foi suficiente para garantir uma vitória tranqüila. Afinal, Nathan pode voar, mas o zagueiro pode puxá-lo pelo pé e parar a jogada! Foi hilário, além de contar com um pequeno spoiler do episódio de hoje, com um novo personagem chegando. Claro que Hiro arrebenta a parada e faz um Touchdown! Ah sim, outro grande momento mostrou o elenco cantando ao lado do pessoal de Chuck e Medium, duas outras séries da NBC que estréiam hoje.

– A melhor briga aconteceu entre Pepsi e Coca-Cola, já que a Budweiser entrou sozinha como cerveja. A melhor jogada da Pespsi foi envolver o Saturday Night Live na parada. Já ouviram falar no MacGruber? É uma sátira do MacGyver e sempre mostra o débil mental tentando desarmar uma bomba poucos segundos antes dela explodir. Atenção para o “tentando!”. O anuncio teve um charme adicional, além do fato do MacGruber mudar o nome “oficialmente” para Pepsuber, por causa do patrocínio, foi a participação de Richard Dean Anderson, o MacGyver de verdade. Foi um barato!

O melhor contra-ataque da Coca-Cola foi um comercial lindíssimo mostrando insetos fazendo uma verdadeira operação de guerra para roubar uma garrafa de Coca! Veja!

– Os vídeos dos filmes, que todo mundo tem divulgado nos blogs e que vazaram ontem cedo, perderam um pouco da graça, justamente por ter visto pelo computador horas antes do jogo. Gostei do Year One, Up, Star Trek. Fiquei com medo de Land of the Lost. Mesmo com os Slystaks, não gostei. Medo, muito medo.

– Uma coisa que pouca gente falou, mas dá para ver mesmo assim, foi o comercial da PETA vetado pela NBC. Em mais um surto dos vegetarianos extremistas, a PETA tentou emplacar um anúncio dizendo que “vegetarianos transam melhor” bem no meio do maior evento do mundo em termos de consumidores de churrasco. A NBC vetou dizendo que a seminudez envolvida e o assunto não teriam relevância dentro do conceito do SuperBowl e se recusou a vender o espaço. Sei, sei…
Aí está o vídeo!

Acabou a estrada de tijolos amarelos na criação de Tim Kring

O começo da terceira temporada de Heroes foi marcado por expectativa e dúvidas, mas foi positivo. Uma nova direção na vida dos personagens empolgou e mostrou potencial, mas o desenvolvimento mostrou falhas. No meio do caminho, os produtores foram demitidos e quando tudo parecia se encaminhar para uma grande virada surge Villians, oitavo episódio da temporada, o ponto de definição para fãs da série. Agora vale a velha máxima: ame-o ou deixe-o. Infelizmente, as perspectivas não são boas.
(mais…)