Posts com Tag ‘Avatar’

rapaduracast137_3D

Está no ar mais um RapaduraCast, programa semanal do Cinema com Rapadura. Novamente, fui convidado para o programa e tive um papo divertidíssimo com Jurandir Filho, comandante rapaduriano, e Mauricio Saldanha, do Cabine Celular. Essa edição foi bastante diferente da anterior, sobre os filmes de verão e além da discussão sobre o Cinema 3D como linguagem, boas risadas surgiram no meio disso tudo. É sempre muito divertido participar desse podcast.

Visitem e prestigiem. Obrigado pelo convite e até o próximo! Clique aqui!

Aproveitando, já que o assunto é Cinema 3D e, claro, seus óculos, aí uma foto dentro da sala privada da Walt Disney Pictures, em Burbank. =D

DSCF0182

ps.: Esse post de ver o “último” dessa fase da história do SOS Hollywood. Ainda essa semana, TUDO NOVO! =D

Anúncios

terminator1

McG e Christian Bale assumem a responsabilidade de reativar a franquia criada por James Cameron, ao mostrar o confronto entre resistência humana e exterminadores da Skynet. O Exterminador do Futuro: A Salvação chega aos cinemas cheio de segredos, promessas e um debate sobre a essência da Humanidade.

Por Fábio M. Barreto
Correspondente em Los Angeles

Uma versão resumida dessa matéria foi publicada originalmente no Jornal do Brasil, na Capa do Caderno B, na última sexta-feira, dia 5 de junho de 2009. Foi minha estréia no JB, o que me deixou bastante feliz. Espero que outras venham! Confiram o texto! =D

SPOILERS

O Exterminador do Futuro: A Salvação (leia crítica oficial do SOS Hollywood aqui) tem um hype diferente. O filme mais arriscado da carreira de McG está na mira de um público especial: saem os internautas alucinados, entram os próprios atores e diretores de Hollywood. Ao lado do irresistível Star Trek, o novo capítulo na vida de John Connor, interpretado por Christian Bale, era o mais esperado pela classe, com declarações descaradas de gente como J.J. Abrams, Sam Raimi e Vin Diesel. Também pudera, o argumento de McG, e roteiro de Jonathan Nolan [não-creditado], mostra o episódio mais empolgante da luta contra a Skynet – a resistência humana.

(mais…)

t800_salvation

John Connor sofre mais com o exagero de marketing do que com as armas da Skynet. Filme é perfeito para fãs, mas falha como obra cinematográfica.

SPOILERS

McG fez grandes promessas ao longo da produção de O Exterminador do Futuro: A Salvação. Prometeu batalhas inesquecíveis, personagens carismáticos, um futuro sombrio e a ascensão de John Connor. Quase cumpriu todas elas. Quase. A única coisa inteiramente provada pelo filme foi o respeito extremo do diretor a James Cameron e aos primeiros filmes da série. Tanta preocupação privou Salvação de ser um grande filme, para se tornar um quase sucesso. Complicado imaginar como um filme consegue ser perfeito e pífio ao mesmo tempo. Fabulosamente ligando pontos da história original e apático nas principais seqüências de ação. Assim é Salvação.

(mais…)

Ignorando o último filme e fazendo de conta que a série nem existe, McG apresenta trechos de seu Terminator: Salvation, consegue boa recepção da imprensa de Los Angeles e parece estar no caminho certo para finalizar um grande filme. Mas não se engane, boa parte da culpa é de Christian Bale, que forçou uma nova versão do roteiro e não para de dar pitacos!

“A última coisa que eu queria era ver os atores olhando para bolas de tênis, atuando contra um fundo azul e me deixando nervoso na sala de edição com um monte de cenas fake” –McG

McG é um sujeito bem parecido com Zack Snyder. Próximo de seu público, sabe o que a imprensa pensa dele e, felizmente, tem noção de que não pode fazer bobagens. Especialmente depois de encarar o desafio de dirigir O Exterminador do Futuro: A Salvação, depois do desastre conceitual do último filme e do samba do crioulo doido com viagem no tempo da série de TV, Terminator: The Sarah Connor Chronicles. Esses são alguns dos fatores que, no mínimo, garantem um pouco de segurança para se falar do filme. Claro que Frank Miller jurava de pé junto que The Spirit seria fantástico, mas apanhou mais que terrorista preso nos Estados Unidos da crítica. De qualquer forma, McG deu a cara a tapa em Nova Iorque e em Los Angeles com o roadshow de O Exterminador do Futuro: A Salvação. Fui o único brasileiro presente no evento (se alguém mais publicar, pode apostar que foi tradução), que teve de tudo: cena nova, bate-papo informal com McG e até um fulano sendo retirado da sala de projeção por ter resolvido brincar com a câmera do celular. YAU!

(mais…)