Posts com Tag ‘Anton Yelchin’

terminator1

McG e Christian Bale assumem a responsabilidade de reativar a franquia criada por James Cameron, ao mostrar o confronto entre resistência humana e exterminadores da Skynet. O Exterminador do Futuro: A Salvação chega aos cinemas cheio de segredos, promessas e um debate sobre a essência da Humanidade.

Por Fábio M. Barreto
Correspondente em Los Angeles

Uma versão resumida dessa matéria foi publicada originalmente no Jornal do Brasil, na Capa do Caderno B, na última sexta-feira, dia 5 de junho de 2009. Foi minha estréia no JB, o que me deixou bastante feliz. Espero que outras venham! Confiram o texto! =D

SPOILERS

O Exterminador do Futuro: A Salvação (leia crítica oficial do SOS Hollywood aqui) tem um hype diferente. O filme mais arriscado da carreira de McG está na mira de um público especial: saem os internautas alucinados, entram os próprios atores e diretores de Hollywood. Ao lado do irresistível Star Trek, o novo capítulo na vida de John Connor, interpretado por Christian Bale, era o mais esperado pela classe, com declarações descaradas de gente como J.J. Abrams, Sam Raimi e Vin Diesel. Também pudera, o argumento de McG, e roteiro de Jonathan Nolan [não-creditado], mostra o episódio mais empolgante da luta contra a Skynet – a resistência humana.

(mais…)

Anúncios

t800_salvation

John Connor sofre mais com o exagero de marketing do que com as armas da Skynet. Filme é perfeito para fãs, mas falha como obra cinematográfica.

SPOILERS

McG fez grandes promessas ao longo da produção de O Exterminador do Futuro: A Salvação. Prometeu batalhas inesquecíveis, personagens carismáticos, um futuro sombrio e a ascensão de John Connor. Quase cumpriu todas elas. Quase. A única coisa inteiramente provada pelo filme foi o respeito extremo do diretor a James Cameron e aos primeiros filmes da série. Tanta preocupação privou Salvação de ser um grande filme, para se tornar um quase sucesso. Complicado imaginar como um filme consegue ser perfeito e pífio ao mesmo tempo. Fabulosamente ligando pontos da história original e apático nas principais seqüências de ação. Assim é Salvação.

(mais…)