distric9

Bancos de ônibus proibidos para alienígenas e um 0800 para denunciar os ETs!

Marketing é tudo em Los Angeles. Sem lei Cidade Limpa, outdoors e pôsteres dominam a cidade, mas quem chama atenção são campanhas mais inusitadas. O que você pensaria se desse de cara com um ponto de ônibus reservado “apenas para humanos e proibido para não-humanos”? Para completar, uma mensagem pede para que alienígenas ilegais sejam denunciados às autoridades. Muita gente fica confusa, alguns com medo, mas todo mundo presta atenção. Esse é o clima criado pela campanha de Distrito 9, um thriller de ficção científica de Neill Bloomkamp e produção de Peter Jackson.

Sem grandes astros no elenco, orçamento milionário ou legiões de internautas desesperados pela estréia, a idéia é boa, pois cria expectativa em torno do que será o alienígena estilizado que aparece em todos os anúncios. No roteiro, inspirado num curta-metragem de Bloomkamp [Alive in Joburg], debatendo preconceito sofrido por uma raça alienígena forçada a viver em condições desumanas na Terra. Esse é mais um dos exemplos de marketing viral, cujo objetivo é despertar curiosidade e gerar visitas ao site oficial do filme [www.d-9.com].

distric9_2

A campanha atinge a cidade toda e faz mais sucesso que os outdoors de Transformers 2 – A Vingança dos Derrotados, senhores supremos dos edifícios de Los Angeles. Exagero não é tudo, curiosidade faz mais efeito, especialmente quando há alienígenas e racismo intergaláctico envolvido. Distrito 9 estréia em 14 de agosto nos Estados Unidos. Falei um pouco mais sobre ele no último SOSCast.

Liguei para o telefone da campanha e gravei uma mensagem desesperada denunciando alienígenas [na verdade, armênios narigudos – redundante – e bizonhos na vizinhança]. A Sony diz que pode usar qualquer uma das mensagens em sua campanha. Isso que eu chamo de interatividade! O telefone também fornece informações sobre o filme e gerou mais de 30 mil ligações ao longo de 4 semanas.

Aí vai um vídeo que acabei de fazer sobre a campanha (a pedido do Jurandir, do RapaduraCast):

Esse é o trailer em português:

optimus

Megan Fox é atrativo meramente estético e Shia LaBeouf é o talentoso da equação, mas sem John Turturro, a nova aventura mecatrônica de Michael Bay teria um destino extremamente desagradável. No fim das contas, o humor de um homem só fez valer horas de pancadaria entre os robozões.

Mais de 1.000 pessoas aglomeravam-se nos jardins da Paramount Pictures, na Melrose Avenue, em Los Angeles. Filas gigantescas, uma equipe de relações públicas exausta – praticamente um mês rodando o mundo – e heróica. Era a pré-estréia de Transformers 2: A Vingança dos Derrotados. O evento dos VIPs aconteceu um pouco mais cedo, no Arclight. Alta expectativa só se assemelhava à falta de informação gerada pelo “buzz” em torno do filme: “é a primeira vez que vão mostrar o filme, vamos fazer parte da história”, diziam alguns jovens ansiosos. Falta de noção. Além das exibições no resto do mundo, a imprensa brasileira já havia visto, por exemplo, e outras projeções tinham acontecido aqui mesmo em Los Angeles na semana anterior, incluindo duas em IMAX. É aquele desejo de “ser importante”. Michael Bay sofre da mesma necessidade e, em sua aventura maior e mais divertida, passou muito perto de colocar tudo a perder. Foi salvo por John Turturro, inquestionável como melhor ator do elenco, dos dois filmes.

SPOILERS!

Leia o resto deste post »

Johnny Depp (c) 2009 - Fabio M. Barreto

Johnny Depp recebeu este correspondente para falar sobre Inimigos Públicos, mas, claro deu uma pincelada no aguardado Alice no País das Maravilhas

Ontem, o mundo foi apresentado ao visual do Chapeleiro Maluco, personagem original de Lewis Carroll e adaptado para o cinema por Tim Burton. Johnny Depp é o homem por trás da criatura. Em entrevista realizada na manhã ensolarada de Los Angeles, no hotel Four Seasons, Depp falou à revista Sci-Fi News/SOS Hollywood, sobre Inimigos Públicos e, claro, não podia perder a chance de falar sobre o próximo personagem. Confira a leitura de Depp, sobre Alice no País das Maravilhas:

“Busquei referência principalmente no livro. O Chapeleiro sempre me fascinou por conta de alguns detalhes que pouca gente percebe”, disse Johnny Depp a este correspondente. “Por exemplo, ele diz que ‘investiga coisas começadas pela letra M’. Fui buscar informações sobre isso, as razões para essa menção curta e simples, mas muito intrigante, e descobri que o Mercúrio presente na cola usada pelos chapeleiros tinha poderes alucinógenos e, por isso, criou-se a expressão ‘as mad as a hatter’/’tão louco quanto um chapeleiro’. Eles piravam por causa disso. Estudei cada uma dessas minúcias, então rascunhei minha idéia visual; Tim [Burton] mostrou os rabiscos dele, e foi engraçado ver que pensamos em coisas muito próximas (risos).”

chapeleiro maluco

A entrevista completa, você confere na Sci-Fi News de agosto e, claro, aqui no SOS Hollywood.

soscastlogo

“Há muita verdade no que meu personagem diz em The Ugly Truth” – Gerard Butler

Depois de uma semana de intervalo sem SOS Cast, o podcast mais exclusivo da internet brasileira volta à carga. Confira os assuntos da edição: Gerard Butler fala sobre seu novo filme The Ugly Truth; descobrimos quem será o convidado internacional da JediCon 2009, evento para fãs de Guerra nas Estrelas; mais algumas impressões da entrevista com Jimmy Page e, claro, como andam os preparativos para a San Diego Comic-Con 2009, que deve ter Homem de Ferro 2 como seu maior destaque e aposta na surpresa de Distrito 9, thriller de FC produzido por Peter Jackson. Ah, também contei alguns detalhes sobre o novo projeto gráfico e editorial da Sci-Fi News. Mudou tudo lá.

LINKS RELEVANTES:

RapaduraCast – Summer Movies
SOS Cast – Especial Dia D
Site Oficial – Distrito 9
Bastidores – Jimmy Page
Conselho Jedi São Paulo

TRILHA SONORA:

Bad Things, de Jace Everett
The Battle of Evermore, do Led Zepellin

Duração: 36 min

EDIÇÃO E PRODUÇÃO:
César Calixto (@r0cc0)

SUGESTÕES, CRÍTICAS, PIADAS RUINS, DECLARAÇÕES DE AMOR
Envie e-mails para: barretao.la@gmail.com

NO TWITTER:
@soshollywood

RSS e iTunes
Adicione o feed do SOSCast no seu iTunes ou outro serviço de download.

SOS Cast #05 – Gerard Butler, JediCon 2009, Comic-Con e Jimmy Page: Download

dominic_monaghan_2

Em que outro lugar do mundo você vai ao supermercado e encontra um hobbit famoso? Só em Hollywood mesmo!

Sai agora pouco para comprar tacos – ueba! – e passei no Albertons (o mercado) da vizinhança para pegar dinheiro.  Adivinha quem estava no caixa, pagando sua conta?

Meriadoc Brandebuque, ou melhor, Dominic Monaghan, ator que interpretou o hobbit mais cabra macho da Trilogia do Anel, de O Senhor dos Anéis, e também Charlie, em Lost!

O cara percebeu que foi reconhecido. Bom, devo ter feito uma cara de surpresa muito engraçada e descarada. Mas é a vida. Liguei pra Lu na hora, afinal, ela nunca encontra ninguém no mercado e eu trombo com meio mundo. No caixa [oi Nathan Petrelli!], na fila da tiazinha do Taco [oi Rachel Bilson] e na cafeteria [oi Kiefer!], mas ela não dá sorte.

A moça do caixa estava rindo muito com ele, logo, justo apostar em sua simpatia. Saiu sorrindo, olhando pra mim meio que – será que ele vai falar comigo, ou não? – e passou na boa. hehehe. Não gosto de abordar o pessoal, normalmente deixo meu lado fã guardado em casa, mas acho que ainda estou sofrendo os efeitos de Jimmy Page. =D

Ele é tampinha mesmo. Achei que parecia pequeno por atuar perto de gente alta, tipo Matthew Fox ou o Viggo Mortensen, masé baixinho mesmo. Seu estilo visual se aproxima muito com o Charlie, de Lost, com direito a bracelete, camisa de rock [amarela], calça cargo e cabelinho bem curto. É sempre interessante ver os atores em seu “habitat natural”, dá pra sacar quem é estrelinha e quem não é. hehe.

Agora, me diz, por que aqueles óculos do Will Smith, em Eu Sou a Lenda, não estão disponíveis? É tudo que eu precisava, óculos com câmera para gravar tudo que eu vejo. Seria uma ótima ferramenta de trabalho e, acima de tudo, para registrar momentos como esses para a eternidade. Nem que seja só no meu computador e sem uso profissional. Desejo de consumo: óculos com câmera!

itmightgetloud_1

Surto completo depois de entrevistar Jimmy Page. Fotos toscas, depoimento e felicidade exagerada. O sujeito é fantástico!

Acabei de voltar do chiquérrimo hotel Beverly Wilshire, onde entrevistei Daniel Craig ano passado. Dessa vez, foi a vez de chegar perto de um ídolo, ou melhor, algo próximo de um deus para mim. Não por eu ser xiita pelo Led Zeppelin, mas por nunca sequer imaginar que eu me encontraria com Jimmy Page. No fim das contas, fiquei mais doido que aquele moleque sem-noção do Quase Famosos! =D

Leia o resto deste post »

emmacapricho

Em mês de muitas estréias, apareço assinando também a capa da Capricho, com belíssima foto de Emma Watson.

Essa foi a primeira vez que colaborei com a teen da Abril e sacramenta de vez a entrada profissional nesse mercado, aliás, a Atrevida assinou comigo e devo aparecer todos os meses na teen da Escala. Profissionalmente é bom, pois não falta oportunidade nesse meio adolescente e existe vida inteligente ali. Entrevistei Selena Gomez outro dia e foi bastante interessante. Bom, sei que o pessoal de Harry Potter já começou a correr atrás da matéria e agradeço a atenção (alguns links pintando aqui para o SOS, especialmente o pessoal do Oclumencia e do Potter Heaven). Como forma de agradecimento, aí vão duas perguntinhas que ficaram fora da entrevista. =D

Para quem não sabe, Emma Watson dará o ar da graça nas telonas no auge do verão americano, com Harry Potter e o Enigma do Príncipe. Alguém duvida de bilheteria milionária? =D

Leia o resto deste post »