dsc05516

Bats Day reúne milhares de góticos, vampiros e outros adoradores do lado sombrio da vida na Disney de Anaheim! SOS Hollywood foi lá conferir.

O dia de Sol parecia ideal para uma visita do Reino de Mickey Mouse, no último domingo, mas bastou chegar ao estacionamento do parque temático para notar algo diferente no ar. Em vez dos grupos escolares, chapéus com orelhas de rato e criancinhas pulando felizes da vida, casacos negros, vestidos coloniais, presas de vampiros e penteados para lá de chamativos tomavam o clima. Era apenas um prelúdio para o que aguardava os visitantes do Disneylândia, que recebeu mais uma edição do Bats Day. Mickey e turma perderam seu reinado e de uma coisa ninguém pode reclamar, esse pessoal tem estilo!

Criado em 1999, o Bats Day reúne a comunidade gótica da Califórnia num fim de semana temático dentro da Disney. Foi inevitável pensar na célebre história de Pepeu Gomez e Baby Consuelo, que foram barrados na Disneylândia por conta de seu visual “chamativo”. Os tempos são outros e os cabelos coloridos do casal brazuca não causariam nenhum impacto hoje, especialmente se comparados ao menos produzido dos participantes do evento. Foram mais de 10 mil participantes em dois dias de “reunião”.

A maior concentração aconteceu na área que simula Nova Orleans, ponto de encontro dos fãs mais ligados ao vampirismo e à obra de Anne Rice. Com seus motivos franceses e remanescentes da guerra de Independência, a cidade da Louisiana é cenário ideal para que capas, cartolas, maquiagem pesada e, claro, presas se encaixem perfeitamente em meio a brinquedos. Menos trabalho para os mascotes do parque, com certeza, que dividiam a atenção com os paramentados. Aliás, o pessoal mostrou grande noção social ao não visitar as áreas predominantemente infantis, como Toon’s Town e Fantasy Land.

Além das vestimentas temáticas que o pessoal usa em bailes góticos e, na maioria dos casos, no dia a dia, o evento criou um item curioso: em vez do chapéu com as orelhas de Mickey, duas asinhas de morcego. Afinal, bom-humor é tudo nessas horas, não? Os figurinos impressionavam, mas, em alguns casos, grupos pareciam grupos de fãs supercrescidos de Crepúsculo, ou versões mais soturnas de personagens de animê – com clara influência de elementos steampunk. Todos os estilos eram bem vindos.

Sem dúvida, o momento mais curioso foi dar de cara com cerca de 300 góticos em frente ao castelo da Bela Adormecida, que toma conta do visual no centro do parque. Com certeza, se o Príncipe da história estivesse de plantão nesse fim de semana, teria tido trabalho para espantar todo esse povo de lá. Esse é o sonho de consumo de qualquer fã-clube: poder tomar um local como a Disney de assalto e marcar presença sem a menor sombra de dúvidas.

Os fãs de Guerra nas Estrelas adorariam fazer isso, com certeza, especialmente pela existência da gigantesca – e com pouca oferta – loja temática, ao lado do Star Tours. De qualquer forma, Pepeu e Baby poderiam retornar felizes à Disney para, dessa vez, descobrir que são muito bem-vindos na Disneylândia.

Falando nisso, Baby Consuelo canta como foi sua experiência nos portões do parque.

Anúncios

Os comentários estão desativados.