Arquivo de maio, 2009

soscastlogo

J.J. Abrams fala sobre o excesso de luzes em Star Trek; comentários sobre Elo Perdido e Dia do Orgulho Nerd; e Silvio Santos!

Mesmo no meio de uma semana conturbada, com direito a noitada no hospital e 5 junkets de cinema, e uma de TV, conseguimos operar um milagre e fazer uma edição do SOS Cast em duas horas. 25 minutos de gravação e mais um tempão na edição. Tudo isso para a semana não passar em branco e garantir para vocês que o SOS Cast veio para ficar. As duas primeiras edições tiveram mais de 1.000 downloads cada e, para melhorar ainda mais a qualidade, contamos com a ajuda do pessoal do Blablaismo.com para hospedar os arquivos e ter um player melhor.

Também criamos novos endereços de RSS e ITunes, então, por favor, atualizem suas assinaturas. Última mudança, prometo!

Duração: 20 min

Música: Saga Begins, de Weird Al Yankovich

SUGESTÕES, CRÍTICAS, PIADAS RUINS, DECLARAÇÕES DE AMOR
Envie e-mails para: soshollywood@gmail.com

NO TWITTER:
@soshollywood

RSS e iTunes
Adicione o feed do SOSCast no seu iTunes ou outro serviço de download. ==> ATUALIZADO!

SOS Cast #03 – JJ Abrams e Elo Perdido nos Cinemas: Download


dday4

mundo_dos_jornalistas

Crise é a palavra do momento. Economia. Política. Hollywood. Todo mundo está em crise. O jornalismo também, afinal, colhe os frutos de sua postura subserviente e conivente com o controle dos estúdios, distribuidoras ou canais de TV. Chegou a hora de perguntar: fazemos jornalismo ou somos mera ferramenta de marketing?

Diferente do jornalismo cotidiano ou da cobertura econômica e política, os cadernos de entretenimento funcionam de forma diferente, especialmente quando se fala em cinema. Enquanto nos primeiros as informações não disponibilizadas podem ser reunidas por um jornalista investigativo, no caso do cinema isso não acontece, por dois motivos: primeiro, tratam-se de empresas privadas, que possuem o direito de tomar suas decisões a portas fechadas; e, segundo, o próprio teor deste meio não admite práticas deste tipo.

(mais…)

Ainda não assisti ao novo Elo Perdido (Land of the Lost), mas a contagem regressiva é desanimadora. Primeiro tenho ir até a Paramount para ver Imagine That, novo filme do Eddie Murphy – que não vai falar com a imprensa impressa, só com o pessoal de TV – , e, mais tarde, a trapalhada do Will Ferrell, lá no Chinese Theater. O filme está gastando os tubos em anúncios durante a NBA e parece vexaminoso. Espero muuuuuuuuuuito estar errado, mas sei não. Até gosto do Will, tem seus momentos, mas quando erra, sai de baixo.

Vou entrevistar o elenco no domingo, depois corro pra conhecer a tal Selena Gomez, do seriadinho Disney Wizards of Waverly Place. Assisti um episódio ontem. É fraaaaaaco. Fim de semana vai ser tenso, muito tenso.

O mais divertido vai ser começar a encerar o mundo Disney, pq as coisas encaminharam com uma revista teen e tenho contrato novo! yuppiee! :p

Daniel Craig em Um Ato de Liberdade

Daniel Craig deve estar na lista de rostos mais conhecidos do mundo, perdendo pro Inri Cristo (oi!?) e a Madre Tereza. Hehe. James Bond transformou Craig em astro mundial e, por um lado, tirou uma das coisas que ele mais gosta de fazer na vida: curtir uma sessão de cinema com tranquilidade.

O astro recebeu o SOS Hollywood para uma entrevista exclusiva no ano passado, em Los Angeles, para divulgar Um Ato de Liberdade, filmão sobre a Segunda Guerra Mundial que está em cartaz nos cinemas brasileiros (leia crítica aqui). Esse papo já foi publicado em Portugal, mas, no Brasil, é inédito. Descubra um pouco mais sobre o sujeito que salvou Jamie Bell de hipotermia no set e logo mais volta à carga como James Bond. Sério, curto, nem tão grosso, mas direto ao ponto. E ainda foi gente boa para me cumprimentar.

Quebra tudo Craig! =D

(mais…)

nimoy

Leonard Nimoy, Jamie Foxx são os entrevistados do segundo capítulo do SOS Hollywood versão PodCast. Confira comentários sobre UP – Altas Aventuras, 24 Horas, House e The Big Band Theory.

Terremotos, finais de temporada, filmes maravilhosos e péssimos, tudo isso aconteceu nessa semana. Então lá vai mais uma edição do SOSCast, com entrevistas em áudio com Leonard Nimoy e Jamie Foxx, além de trilha sonora do próprio Nimoy, Survivor e uma surpresa saída da trilha de Finding Forrester.

(mais…)

Em pegadinha histórica na internet brasileira, o site O Fuxico deve ter sido provavelmente invadido por hackers que postaram a seguinte notícia:

fuxico_silvio

Claro que Silvio Santos não morreu, mas isso não impediu a notícia de correr feito vírus no Twitter, com diversas pessoas questionando o fato. Entretanto, imediatamente soube que era mentira, pois, passei o dia num evento que contou com a presença de Silvio Santos e diversos outros executivos de canais de televisão brasileiros. Inclusive, almocei com o “patrão” e tive uma curta conversa com ele na loja da FOX, estúdio onde aconteceu o evento.

As informações da suposta notícia situavam o proprietário do SBT em São Paulo, envolvido em gravações de um programa que acabava de ser suspendido por ordem judicial, como noticiou o UOL, teria sentido fortes dores no peito e morreu no Hospital Albert Einstein, às 20h30 desta sexta-feira.

Nesse exato momento, Silvio Santos saia da fila da loja da FOX, munido de diversos DVDs, entre eles Os Desajustados, de 1961, dirigido por John Huston, e estrelado por Clark Gable e Marilyn Monroe. Minutos antes, o empresário havia descontraído ao falar sobre a polêmica em torno da menina Maisa.

Por razões óbvias, o SOS Hollywood foi o primeiro a desmentir a informação, via Twitter (@soshollywood), mas tudo só foi “desmentido oficialmente” quando o site foi retirado do ar e alguém falou com a assessoria de imprensa do site. A boa e velha mania de brasileiro só acreditar quando sai no Globo.com ou em outro portalzão. Tipo, humm, Fuxico? haha

Mais uma vez, SOS Hollywood dá o furo e gosta! =D Tudo bem que foi furo de notícia que não aconteceu, mas, pelo menos, deveria ter ajudado a evitar qualquer bagunça homérica na internet.

defiance_02

Edward Zwick revigora gênero dos filmes sobre Holocausto com coragem e grande elenco.

Se contada diversas vezes, e com convicção, uma mentira pode se tornar uma verdade. Se contada do mesmo jeito, ao longo de mais de 60 anos, uma história pode se distanciar de seu momento de inscrição e perpetuar apenas uma versão dos fatos. Seguido pela invasão da Normandia no Dia D, o Holocausto é o segundo assunto mais retratado em filmes sobre a Segunda Guerra Mundial, porém, diferente da pluralidade de aspectos abordados nos longas e séries militarizados, o extermínio dos judeus via suas pessoas modificadas, mas sempre sob o mesmo ponto de vista: do sofrimento e morte. Edward Zwick desafia esse estereótipo com Um Ato de Liberdade(Defiance), que revigora os filmes do gênero com a ajuda de Daniel Craig e Jamie Bell.

(mais…)