Meu nome é Jason Vorhees

Publicado: 14/02/2009 em Artigos, Cinema, Literatura, Pessoal
Tags:, , ,

jason1

Na década de oitenta, eu matava em média uma dúzia de adolescentes por ano. Isso é ser retardado? Vocês fazem idéia da dificuldade que é elaborar aquelas emboscadas no meio do mato? – Jason Vorhees

Ninguém me entende, minha mãe morreu e eu gosto de matar mulheres gostosas e adolescentes idiotas. Se bem que o fato de que eu gosto apenas de matar as mulheres gostosas é meio incompreensível para mim também. Mas a vantagem de você andar com um facão e uma máscara de hóquei pelo meio do mato automaticamente lhe dá o direito de fazer coisas incompreensíveis, já que quase ninguém aparenta estar disposto a lhe contrariar. Aliás, vocês deveriam tentar, se tiverem oportunidade. Especialmente a parte dos adolescentes.

Mas o pior não é ninguém me entender. Isso eu tiro de letra. Corto o mal pelo raiz (ou, às vezes, pela garganta) e não dou bola. O pior é acharem que sou retardado mental. Agora, pensem. Na década de oitenta, eu matava em média uma dúzia de adolescentes por ano. Isso é ser retardado? Vocês fazem idéia da dificuldade que é elaborar aquelas emboscadas no meio do mato? Duvido que alguém aqui consiga perseguir alguém simplesmente caminhando e, cinco segundos, estar na frente desta pessoa, com uma foice do tamanho de um micro-ônibus na mão.

Agora, vocês já repararam que nenhum daqueles imbecis tenta falar comigo? Tem momentos que eu quero apenas conversar com eles, saber se gostam do acampamento, mas a única coisa que dizem é “Por que você está fazendo isso?”, “por favor, não me mate”, “pelo amor de Deus, não!”. Sinceramente, enche o saco. Que porre.

Agora, o que irrita mesmo é que eu queria apenas ser deixado em paz, e ficar sozinho cuidando do meu jardim e dos meus peixes dourados – sim, eu crio peixinhos, mas ninguém se preocupa em falar isso, só insistem em ver um lado meu – mas estou sempre sendo incomodado. Isso porque os imbecis vão acampar perto da minha casa, mesmo sabendo que a lenda diz que alguém ali (este que vos fala) já matou não sei quantas pessoas.

Ou seja, eles vão e, não satisfeitos com isso, insistem em entrar na minha casa, como se a lenda fosse mentira, para impressionar as gostosas que estão com eles. Será que eles não assistiram a nenhum dos trocentos filmes que fizeram sobre mim? Será que eles não perceberam que eu realmente matei aquelas pessoas? E, para irritar ainda mais, sempre tem um que conhece a lenda, e, mesmo assim, foi com os amigos – e para não comer ninguém, já que é normalmente o nerd da turma. Esses eu normalmente mato primeiro, porque são malas demais. Cansam minha beleza.

Agora, outro dia, resolvi mudar um pouco.

Fui até Los Angeles e peguei o carro de um sujeito que, ao me ver, saiu correndo. Por que não virar o carro e fugir? Não, o imbecil saiu correndo a pé. Foi tão previsível que nem me dei ao trabalho de correr atrás dele para matar. Sai dirigindo pela cidade.

Sabe o que é mais indignante? Dirigi por ruas e ruas e nada aconteceu. Nada de polícia, nada de gente fugindo! Ok, eu moro no interior, não tenho acesso a muitas coisas (minha internet ainda é discada), mas sempre imaginei que um sujeito grandalhão, com uma máscara de hóquei, cabelos meio desajeitados e roupas rasgadas – eu gosto assim, ok! – chamaria atenção. Mas não aconteceu nada.

Acho que minha fama não é mais a mesma.

O que, por um lado, é maravilhoso. Já vi que o problema não é comigo, é com aquele lugar maldito. As pessoas não vão ali atrás do Jason, mas do cara que mata as pessoas no meio das árvores. Ótimo. Era tudo o que eu queria saber.

Já botei aquele cafofo à venda e vou me mudar para cá. Já estou de olho num quarto e sala com vista pro campus da UCLA. Vou largar tudo que tenho naquele lugar infernal, pegar meus peixes, um par de chinelos e me mudar para cá. Provavelmente, arrumar um emprego de atendente de telesexo para pagar o aluguel e a ração dos meus peixes, e só. Não preciso de mais nada para ser feliz. Quem sabe uma das gostosas não dá bola pra mim dessa vez? Aceito até se for só por dó.

E o Freddy, aquele puto, se quiser, que fique com aquela maloca encardida e aqueles adolescentes espinhudos. Não volto pra lá nem a pau.

By Barretão e Rob Gordon

Anúncios
comentários
  1. Genial, simplismente genial. Jason e a internet discada. Isso daria um otimo filme.

  2. {Yusuke} disse:

    Putz, boa! boa!!!
    Juro que imaginei alguem tentando acalmar o jason imaginem o padalek tentando “Calma cara, você precisa relaxar um pouco, quer conversar um pouco?” e o jason responde “cara, eu fico nervoso com esse bando de adolecentes tocando a zona no meu quintal, mas ei tu é um cara legal, o primeiro que não fica gritando, implorando ou algo do genero. Meu nome é Jason” pa.”o meu é Sam”.

  3. Cara!
    Se candidata a qualquer cargo político!
    EU VOTO!
    JASON VOORHEES PRA PRESIDENTE!!!

    Não posso deixar de elogiá-lo pelas mortes mais criativas que eu já vi.
    Vez ou outra aparece um cidadão qualquer, matando um zé ninguém, com um toque de criatividade.
    Mas o Jason? Tem no seu currículo as melhores e mais criativas mortes, seja em Camp Crystal Lake ou em qualquer outro lugar da galáxia e por quê não do universo, visto que o tal Alien ou qualquer dos Predadores, ficam no chinelo.
    Parabéns Jason! Um homem de visão!

  4. Fabio M. Braga disse:

    XARÁ, parabéns pelo ótimo texto, muito criativo e legal!
    Também aprovei e apoio a idéia do TATATO.
    IN JASON WE TRUST!
    Torço para que o incompreendido JASON mude de idéia e ao invés de ir para a Califórnia, fosse para Brasília-DF e acertasse as contas com os nossos políticos, já pensaram?
    Confesso que não sentiria a falta de alguns…
    Saudações,

  5. Muito criativo mesmo, rapaz. Excelente e engraçado. Eu sou bobo, mas to louco para ver o novo filme, rs…

  6. Barretão disse:

    @ Franco
    Faz o roteiro! hehehehe

  7. Piper disse:

    Cara, tu eh genio rsrsrsrs… to aqui rolando e nao consigo parar de dar risada rsrsrsrsrs
    SAUDADESSSSSSSSSS

  8. Fernando Duartch disse:

    Parabéns, muito divertido.
    Mas, Freddy continua sendo imbatível pra mim, no quesito serial killer de filme adolescente.

  9. Lanay disse:

    ADOREI! Muito, muito bom.
    Parabéns

  10. leandro disse:

    jason e foda meu

    ninguém mexe no jason e ninguém supestime ele

    por q ele mata mesmo quer ver

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s